Bem-vindo ao sítio da Embaixada de Portugal junto da Santa Sé

IMG 0932

 

Aqui poderá encontrar as principais notícias relacionadas com esta representação diplomática.

Esperamos que as informações aqui tratadas lhe sejam úteis e colocamo-nos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

Poderá ler a mensagem de boas-vinda do Embaixador aqui.

 

 


 PROGRAMAÇÃO CULTURAL INSTITUTO PORTUGUÊS DE SANTO ANTÓNIO EM ROMA                 logo ipsar

 

 

Mais notíciasNotícias

O Ministério dos Negócios Estrangeiros e a  Rádio e Televisão de Portugal - RTP assinalaram  o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, através de uma edição especial do programa “Portugal no Mundo”,

O vídeo promocional encontra-se disponível na Página oficial do Facebook do MNE.

 

verão

 

Um consórcio, integrando 5 instituições de ensino superior portuguesas (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa, a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, a Universidade do Minho, a Universidade de Aveiro) e o Camões - Instituto da Cooperação e da Língua I.P., vai realizar pela primeira vez, no próximo mês de julho, um Curso de Verão de Língua e Cultura Portuguesas a distância, dirigido a um público não falante de Português como língua materna, naquela que se assume como uma cooperação e uma formação de contornos inovadores.

Criou-se assim uma oportunidade para, a partir da iniciativa do Camões, I.P., que culmina no protocolo agora assinado, todos os membros do consórcio, cooperarem de modo inovador na organização conjunta de uma formação que, oferecendo os principais níveis de competência do QECR (A1 a C1) e mantendo a filosofia dos cursos intensivos de verão, foi redesenhada para um formato não presencial, digital, compreendendo uma vertente síncrona e outra assíncrona.

Uma das circunstâncias inovadoras resulta na estrutura original do curso.

Cada uma das Universidade participantes é responsável pela conceção e realização de um dos níveis oferecidos (A1 – C1), o qual compreenderá uma vertente de língua, disponibilizada na sua própria plataforma, e uma vertente de cultura, disponibilizada no portal do Camões I.P., na qual os formandos encontrarão um conjunto de formações modulares sobre temáticas no âmbito da cultura portuguesa, de que selecionarão, entre as que se dirigem ao nível que frequentam, aquelas que serão parte integrante da sua formação.

As inscrições decorrem entre 8 e 28 de junho e podem ser feitas na página das universidades participantes, de acordo com o nível que o/a aluno/a pretende frequentar.

 

O certificado de frequência e aproveitamento que os estudantes receberão no final será emitido pela instituição na qual o aluno conclui o seu nível, mas ostentará o logótipo de todas as instituições que integram o consórcio, sendo, por tal, uma certificação conjunta e reconhecida por todas elas, o que representa igualmente uma inovação.

O início da formação está agendado para dia 6 de julho, prevendo-se, ao longo das suas quatro semanas de duração, 20 a 30 horas de contacto direto com estudantes, organizados em turmas com o limite máximo de 15 alunos, e 40 a 60 horas de trabalho autónomo.

O curso apresenta uma taxa de frequência comum e única a todos os níveis, podendo os estudantes candidatar-se, entre 9 e 24 de junho de 2020,  a uma bolsa do Camões, I.P., que assegurará por essa via, nesta primeira edição, o apoio financeiro ao funcionamento de uma das turmas por nível oferecido pelo consórcio. A informação sobre estas bolsas pode ser consultada na seguinte página digital:

https://www.instituto-camoes.pt/activity/o-que-fazemos/bolsas-estudo/bolsas-camoes/bolsas-lingua-cultura/candidaturas-lingua

Deste modo, os estudantes que não dispunham de recursos para se deslocar a Portugal, passam agora a dispor de uma oferta digital, a distância, que lhes facilitará a aprendizagem da língua portuguesa em ritmo intensivo, enquadrada por um conjunto de atividades culturais e dinâmicas, que potenciam o desenvolvimento das suas competências linguísticas.

Os membros do consórcio passarão, por seu lado, a dispor de uma formação que, funcionando em complementaridade à oferta própria e autónoma de cada uma das instituições, deixará em aberto a possibilidade de oferecer no futuro a um maior número de interessados uma formação de qualidade, com uma estrutura semelhante à dos cursos de verão, num contexto geográfico mais alargado.

Portugal como nação independente foi fundado no início do século XII, pela vontade indómita e pela coragem dos seus homens e mulheres. A fé cristã foi sempre uma componente dominante da cultura e da religiosidade portuguesas que as suas gentes espalharam exponencialmente pelo mundo. Evoco a esse propósito as viagens apostólicas que o Papa Francisco realizou no fim do ano passado ao Japão e a Tailândia países que conheceram originalmente a fé cristã pela ação dos missionários portugueses que ali aportarem no século XVI.

Ontem como hoje afirmamos a nossa cultura e os nossos valores sempre dentro dos contextos variados em que vivemos. Garantir a independência e andar pelo mundo todo foi sempre a nossa saga como nação e como povo. Somos uma nação de migrantes, somos um povo de viajantes e gostamos de acolher os outros na nossa casa. A  diplomacia foi também um instrumento que utilizámos para garantir a independência, ajudar a construir a paz e o entendimento com os outros povos.

Celebrar o dia de Portugal é evocar os nossos antepassados, os nossos valores a nossa riqueza e o nosso potencial. É aprender com a nossa história para continuarmos a construir todos os dias o nosso futuro, junto com os outros povos.

A solidariedade é a resposta mais importante que a humanidade deve buscar neste momento de gravíssima crise sanitária, económica e social em que caímos nos últimos meses. Nós portugueses queremos ser parte das soluções, das respostas, das ações de reconstrução comuns que urge tomar. Queremos fazê-lo com e dentro da Europa, mas também sem esquecer que estamos no mundo e que a humanidade ou se salva junta ou decai toda.

Este planeta exige-nos, como lembra o Papa Francisco, que cuidemos dele com mais atenção, carinho e gratidão pelos recursos que nos são gratuitamente dados e dos quais usufruímos tantas vezes com rapina, ganância, avareza e desprezo pelo seu equilíbrio natural. No 5º ano da encíclica Laudato Si e no momento em que a Europa aposta fortemente num plano de reconversão ambiental queremos contribuir com a nossa parte. Por isso também queremos realizar em Lisboa logo que as restrições sanitárias o permitam, a Conferência das Nações Unidas sobre os Oceanos. Os portugueses conheceram bem no passado e vivem ainda hoje intensamente essa proximidade com os mares, o seu valor e a sua insubstituível reserva natural, que todos temos o dever de preservar.

Celebramos este ano os 800 anos da chegada de Santo António à península itálica. Natural de Lisboa quis servir Deus e os outros saindo das suas zonas de conforto e, partindo pelo mundo foi encontrar ali abrigo e caminho. Então como agora os migrantes e refugiados procuram abrigo fora das suas casas e querem trilhar novos caminhos para realizarem as suas vidas e missões. Evocando hoje o quão importante foi para o nosso compatriota Santo António ser acolhido no estrangeiro orgulhamo-nos também do quanto o seu contributo e a sua ação foram tão amplamente reconhecidos pelos povos de todo o mundo onde ele é venerado abundantemente

Pouca terra para nascer, toda a terra para morrer. É esta a síntese da nossa missão como povo. Olhar o mundo como parte da nossa terra comum onde todos nos podemos realizar se conseguirmos mostrar que não nos queremos apropriar egoisticamente dela, mas sim dar as mãos para a construção de um futuro melhor.

Roma, 10 de junho 2020

Contactos

Villa Lusa, Via S.Valentino, 9
00197 Roma
Italia

+39 06 809 15 81
santase@mne.pt

Mais informação

Ligações úteis

 PATRIARCA

topo

logo letrasMaiores 300x100 1

ipsar

Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

Logotipo Carreiras Internacionais

Logotipo Turismo de Portugal

Logotipo AICEP - Portugal Global

Logotipo Portugal Economy Probe

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Instituto Diplomático

7

 a

 b

c

d

e

f

g

h

i